Atletiba pode ser o divisor de águas para Atlético e Coritiba no Brasileirão

A classificação do Brasileiro mostra uma proximidade dos times que estão no pelotão de baixo e os que almejam a Libertadores. Apenas seis pontos separam o time que abre a ZR (o Vitória com 25 pontos aparece na 17ª) do pelotão da frente – o Cruzeiro na 6ª posição, soma 31 pontos. E nessa acirrada competição, uma vitória tem um peso muito grande. Agora, imagina em um clássico. Mesmo próximos na tabela, Atlético e Coritiba que se enfrentam no próximo domingo, na Arena da Baixada, vão buscar o mesmo objetivo, mas com metas distintas.

Na oitava colocação com 30 pontos – quatro a mais que o rival Coritiba – e apenas um a menos que o Cruzeiro, o Atlético busca a vitória para entrar no G-6. Já o Coxa que está na porta da zona de rebaixamento, com um pontinho a mais que o Vitória-BA, precisa urgentemente vencer para se afastar da área de perigo e por consequência, diminuir a distância do pelotão da frente.

O Furacão vive um momento mais favorável. O time somou dez pontos, nos últimos 15 disputados. Contraditoriamente não vence há duas partidas – empate sem gols fora de casa diante do Grêmio e derrota para o Flamengo, por 2 a 0.

Do lado verde do duelo, o Coxa tenta justamente sobre o rival reencontrar o caminho das vitórias. O Coxa despencou nas últimas três rodadas, em que somou apenas um ponto, dos nove disputados, prejuízo que aumentou pois foi derrotado por dois adversários que também lutam contra o descenso: Atlético-GO e Vitória, ambos em pleno Alto da Glória.

A torcida aposta no retrospecto recente sobre o adversário – vitória por 1 a 0, no primeiro turno, no Couto Pereira – e na volta do atacante Kléber, afastado do time por 12 rodadas.

Times

Além da volta de Kléber, o técnico do Coritiba, Marcelo Oliveira poderá contar com os retornos do zagueiro Werley que estava se recuperando de uma contusão e do meia Matheus Galdezani, suspenso da última rodada. Por outro lado, não terá o zagueiro Márcio, o volante Anderson e o atacante Alecsandro, suspensos. Com a pausa na competição por conta dos jogos da Seleção nas Eliminatórias, o técnico Marcelo Oliveira aproveitou praticamente duas semanas para testar algumas formações e também para trabalhar a parte psicológica do grupo. Oliveira detectou nas últimas apresentações da equipe que os jogadores demonstraram ansiedade e falta de confiança, fatores que atrapalharam um melhor rendimento do time.

Além do diálogo para passar confiança ao elenco, Oliveira pode ter um time mais fortalecido tecnicamente a partir desse jogo. Na zaga, Werley recuperado de contusão, deve voltar ao setor, no lugar de Márcio. Cléber Reis contratado junto ao Santos também surge como boa opção. No meio, Galdezani aumenta a qualidade de passe e de criatividade na construção das jogadas ofensivas. Ele deve atuar ao lado de Alan Santos e Rafael Longuine. João Paulo que poderia brigar por uma vaga nesse setor está vetado, pois não se recuperou de uma pancada que levou no jogo contra o Vitória. No ataque, a principal esperança passa pelos pés de Kléber que viu o desempenho ofensivo da equipe desabar com sua ausência. Se no primeiro turno, o Coxa a essa altura, na quarta rodada brilhava com um futebol ofensivo, no segundo, é um dos piores times. Em três jogos no returno não balançou a rede nenhuma vez.

O ataque também é uma preocupação do Atlético-PR. Com exceção de Nikão, o jogador mais perigoso da equipe atleticana, o técnico Fabiano Soares ainda não encontrou um matador ou uma dupla eficiente para chegar às redes adversárias. Já foram testados Pablo e Ribamar; Éderson e Pablo; Sidcley e Ribamar; Sidcley e Éderson entre outras variações, incluindo o atacante Lucas Fernandes e Douglas Coutinho, mas nenhuma dessas opções convenceram ao treinador e à torcida.

Para o Atletiba, Fabiano conta com os retornos do lateral Jonathan e do zagueiro Thiago Heleno. Apesar disso, não confirmou o time para o clássico, assim como Marcelo Oliveira, pelo lado alviverde.

Suspense que faz parte de um clássico que promete muita ação e dependendo do resultado, também muito drama.

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -