CIC planeja aumentar atendimento à educação infantil em 2018

Abrir mais duas turmas de berçário está entre as metas do Núcleo Regional de Ensino da Secretaria da Educação na Regional CIC para o começo de 2018. A informação é da chefe do órgão, a professora de carreira da rede municipal de ensino Maristela Teodoro, que está acertando os detalhes da expansão. “Com isso, poderemos chamar mais 36 bebês”, comemora a gestora, que nesse primeiro ano de trabalho conseguiu zerar a fila de espera do pré-escolar. “Todo mundo que precisa estar na escola já está frequentando e ainda temos vagas”, completa.

Gerenciar a oferta de vagas é uma das atividades do Núcleo, que também se ocupa das condições físicas de 27 escolas, 44 centros de educação infantil próprios e dez contratados, seis faróis do saber e 23 bibliotecas escolares. Por essa rede passam, todos os dias, 22.245 crianças e adolescentes, do berçário ao 9º ano do ensino fundamental.

Desse total, 288 são de inclusão (têm algum tipo de necessidade especial). “Temos unidades antigas, que precisam de cuidados imediatos, e temos conseguido fazer isso”, observa Maristela Teodoro.

Mãos à obra

O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Moradias Augusta é um exemplo. Em fevereiro deste ano, nos primeiros dias da nova administração municipal, o telhado da unidade mostrou que estava precisando de reforma há vários anos. O espaço ficou alagado pela água da chuva. Assim que organizou a transferência temporária das crianças para três unidades, com a ajuda rápida da Coordenadoria de Obras da Secretaria Municipal da Educação, começou a substituição da velha estrutura.

Pai do pequeno Dyego Rafael, de 3 anos, o auxiliar de escritório Joel Matias Júnior ficou satisfeito. “Agora ficou ótimo. Antes da troca do telhado era aquele problema porque qualquer chuvinha molhava tudo”, resume o pai da criança, que frequenta a unidade desde 2015.

Agilidade

A resposta rápida à comunidade é, conta a chefe do Núcleo, uma das características da sua equipe, formada por aproximadamente 30 pessoas. Foi assim quando, também no começo do ano, a água da chuva levou lama para dentro do CMEI Barigui I.

“Logo informamos os pais de que as crianças ficariam no CMEI Hugo Peretti até terminarmos a limpeza do local. Chegamos no local antes de clarear o dia para ajudar a limpar o espaço. Muitas mães também participaram daquele mutirão e perceberam a dimensão do nosso compromisso com a comunidade”, relembra.

Nesse ritmo, em contato com a comunidade dos quatro bairros abrangidos pelo Núcleo e em sintonia com a estrutura da Prefeitura, foram atingidos outros resultados. Entre eles está a recuperação do telhado da Escola Ditmar Brephol, a pintura externa do CMEI Itacolomi/Sabará e a reconstrução de todo o muro dos fundos da Escola Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, que apresentava rachaduras recentes. O Farol do Saber Fernando Amaro, vizinho da Escola Municipal Heitor Alencar Furtado, foi revitalizado.

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -