Escolas passam por obras durante férias dos alunos Sem avaliações ainda.

Equipes contratadas pela Prefeitura de Curitiba fazem uma série de obras e serviços de manutenção nos equipamentos da Secretaria Municipal da Educação, durante as férias escolares. Na Escola Municipal Itacelina Bittencourt, no bairro Guaíra, está em construção um refeitório e em andamento a drenagem do terreno. A adequação é necessária porque, assim como a Escola Vila Torres, no Rebouças, ela oferecerá turmas de educação integral a partir de 2018.

Em Santa Felicidade, o Farol do Saber Dante Alighieri, que funciona junto à Escola Municipal dos Vinhedos, também está entrando em obras. A unidade receberá pintura nova, entre outras intervenções. No CMEI Tapajós, no bairro Xaxim, o forro está sendo substituído, enquanto na Escola Germano Paciornik, no Boqueirão, o piso de algumas salas de aula e parte da cobertura estão sendo trocados.

“Manutenções e intervenções como estas são feitas de forma contínua pela Secretaria da Educação, de acordo com nosso planejamento e conforme a disponibilidade financeira da pasta”, explica o superintendente Executivo da Secretaria da Educação, Oséias Santos de Oliveira.

“Aproveitamos este período para executarmos alguns serviços, em especial aqueles que seriam mais complicados de fazermos quando as crianças estão em período letivo. Os trabalhos vão continuar ao longo do ano, com as prioridades sendo definidas em parceria com os núcleos regionais de ensino de cada regional de Curitiba”, completou Oliveira.

Além destas obras, no início do mês de janeiro, empresas contratadas pela Prefeitura de Curitiba deram início a obras que estavam paradas. No dia 2, começou a ser construído o CMEI Vila Nori, no bairro Pilarzinho e foi reiniciada a obra do CMEI Vila Verde II, no bairro Cidade Industrial. Ambas haviam sido iniciadas e paralisadas em 2016, na gestão passada.

Adequações

No Santa Quitéria, prosseguem as adequações da nova sede da Escola Municipal Maria Nicolas, que ocupará parte do terreno do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Nice Braga. Iniciados em dezembro, os serviços só foram interrompidos pelos feriados de fim de ano e pelos dias de chuva.

Com 90% da etapa de alvenaria concluída e a instalação hidráulica em implantação, a expectativa da Secretaria da Educação é de que as adequações para o funcionamento da Escola Maria Nicolas estejam prontas para receber os estudantes no início do ano letivo, em fevereiro.

“Por uma questão de segurança e para mantermos a qualidade do atendimento, as crianças do Maria Nicolas serão transferidas quando os trabalhos estiverem totalmente concluídos no novo prédio”, afirma o superintendente Executivo.

A escola funcionou, até 2017, na Rua Tamoios, em imóvel alugado pela Prefeitura. A mudança será necessária porque o local não atende mais às necessidades pedagógicas e de segurança dos estudantes, professores e demais servidores. A mudança é também resultado de uma série de reuniões feitas com a comunidade escolar do CMEI Nice Braga e da Escola Maria Nicolas.

A área do CMEI foi escolhida para receber a estrutura da escola porque tem 7.500 metros quadrados, é uma das maiores de toda a rede municipal de ensino. Mesmo com o compartilhamento da área, as crianças do CMEI ficarão com a maior parte dela. São 4.534 metros quadrados – bem mais que os CMEIs atuais – com a mesma infraestrutura.

Já a escola ocupará uma área de 2.982 metros quadrados. Cada uma das duas unidades terá gestão própria e autonomia pedagógica.

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário
Escreva seu nome aqui