Paraná leva 3 do Peixe e se afunda na zona de rebaixamento do Brasileirão Sem avaliações ainda.

O calendário do Paraná Clube mudou, mas o sofrimento continua. Depois de 10 anos no calvário na Série B, o Tricolor voltou a disputar nesse ano a Série A, mas nesse domingo (13/05), diante do Santos, o time sofreu mais uma derrota – a quarta, em cinco partidas da equipe nesse retorno à elite. O time paranista levou 3 a 1 do Peixe e se afunda cada vez mais na zona de rebaixamento com apenas um ponto. Rodrygo, Gabigol, duas vezes, marcaram para o Santos e Silvinho descontou o prejuízo para o Tricolor no minutos finais.

O Tricolor que se orgulhava de ser um dos times que mais finalizavam nesse Brasileirão, manteve uma boa média de tentativas ao gol, mas agora acumula números bem negativos além da última colocação: é o time de pior defesa (com 11 gols sofridos), terceiro pior ataque com três gols marcados.

O Paraná fez um bom primeiro tempo, com boa troca de passes e movimentação, contudo, tinha dificuldades de infiltração na área santista e só assustava com chutes de média distância. Silvinho e Caio Henrique chegaram mais perto de balançar a rede. O Santos tentava forçar as jogadas pelas laterais e nos cruzamentos à área, mas era bem marcado pelo time paranista e com pouca força ofensiva, saiu para o intervalo vaiado por sua torcida.

Na volta do intervalo, o jogo mudou e o Santos logo na primeira boa descida, abriu o placar em um lance que começou com chute de Gabigol, desvio de Sasha e finalização na pequena área de Rodrygo: 1 a 0. O gol deixou o time santista com mais confiança e passou a jogar nos erros do time paranista que mostrava fragilidade ofensiva e vulnerabilidade na defesa. Com naturalidade e maior capacidade técnica, o Santos ampliou com dois gols de Gabigol. Primeiro em jogada aérea dentro da grande área com Sasha e depois em rápido contra-ataque puxado por Artur Gomes.

O Tricolor que não desistiu do jogo e tentava furar o bloqueio santista com finalizações de fora da área, conseguiu o gol de honra com o incansável Silvinho, que tocou com categoria no canto esquerdo de Vanderlei para dar números finais ao jogo.

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -