Greca anuncia medidas para evitar interrupção do serviço de transporte público Sem avaliações ainda.

Foto: Vadecir Galor/SMCS

O prefeito Rafael Greca anunciou em entrevista coletiva, nesta quarta-feira (23/5), medidas para evitar a interrupção do serviço de transporte coletivo em Curitiba e região metropolitana por falta de combustível. O abastecimento pode ser prejudicado devido à paralisação nacional dos caminhoneiros.

Greca pediu uma avaliação dos estoques de combustíveis nas distribuidoras e nas garagens de empresas de ônibus e solicitou reforço policial para garantir o abastecimento dos ônibus.

“Vamos fazer todo esforço com a nossa força de vontade para evitar que a população seja afetada, são 1.285 ônibus que circulam diariamente na capital e na região metropolitana nas nove cidades conurbadas”, disse.

Uma reunião entre representantes da Prefeitura, sindicatos dos motoristas e cobradores, transportadoras e das distribuidoras vai avaliar a situação dos estoques de combustíveis.

O prefeito contou que comunicou ao ministro da Segurança, Raul Jungmann, a ocorrência de bloqueios na Linha Verde, na altura da fábrica da Mili, e também no Contorno Leste da cidade, que estão causando transtornos para a população. “Também pedi para a governadora Cida Borghetti e para o secretário de Segurança Pública, Julio Reis, força policial para garantir o abastecimento da frota de transporte coletivo”, disse Greca. “Reconheço a legitimidade das manifestações, mas não posso aceitar que ela se transforme em uma semeadura de caos urbano.” Os bloqueios estariam prejudicando o abastecimento da Refinaria Getúlio Vargas (Repar) em Araucária.

Greca disse ainda que somente se não houver possibilidade de manter o abastecimento, a Urbs vai avaliar a redução da frota para garantir o funcionamento do sistema por mais tempo.

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva seu comentário
Escreva seu nome aqui