Operações em comunidades das zonas norte e sul do Rio interditam estrada Sem avaliações ainda.

Por Jéssica Otoboni, Estadão Conteúdo

O Comando Conjunto militar que atua na intervenção no Rio de Janeiro realiza na manhã desta quarta-feira, 11, uma operação em comunidades das zonas norte e sul da capital fluminense. Cerca de 4 mil homens (3,7 mil militares das Forças, 200 PMs e 90 policiais civis) participam das operações. Os homens contam com o auxílio de veículos blindados, aeronaves e equipamentos de engenharia.

De acordo com nota divulgada pelo Comando Conjunto, que reúne o Exército, a Marinha e a Aeronáutica, os militares estão nas comunidades do Complexo do Lins, na zona norte, e nas comunidades do Pavão-Pavãozinho, Cantagalo, Babilônia e Chapéu Mangueira, na zona sul.

As ações provocaram interdições na estrada Grajaú-Jacarepaguá na região de Lins. A via foi fechada para impedir a fuga de bandidos e riscos aos motoristas. O Centro de Operações da Prefeitura do Rio recomenda que os motoristas utilizem a Linha Amarela ou o Alto da Boa Vista como opções.

Ainda de acordo com o Comando Conjunto, a operação é uma das medidas implementadas pela intervenção federal na segurança do Rio, iniciada em fevereiro, e envolve ações de cerco, patrulhamento, remoção de barricadas, revistas de pessoas e de veículos, e checagem de antecedentes criminais. Mandados judiciais estão sendo cumpridos pela Polícia Civil.

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -