Em um ano e meio, Bairro Novo registra redução de até 76% na mortalidade infantil Sem avaliações ainda.

Prefeito Rafael Greca, participa com o vice-prefeito e secretário de Obras, Eduardo Pimentel, e o administrador da Regional Bairro Novo, Fernando Wernek Bonfim, de encontro com chefes de núcleo e servidores da Regional Bairro Novo. Foto: Pedro Ribas/SMCS

A Regional Bairro Novo tem o menor índice de mortalidade infantil de Curitiba. São 3,5 óbitos para cada mil nascimentos. Esta realidade é bem diferente da que foi encontrada no início da gestão, quando o número alcançava até 15 mortes por mil nascimentos — numa redução que chega a 76%.

A Regional engloba os bairros Sítio Cercado, Umbará e Ganchinho, com uma população estimada em 165,4 mil moradores.

A redução alcançada em um ano e meio de trabalho intensivo da Prefeitura foi destacada durante reunião do prefeito Rafael Greca com os chefes de núcleo da Regional Bairro Novo, na manhã desta sexta-feira (13/7), na Rua da Cidadania, em mais uma etapa do programa Prefeitura nos Bairros.

“Estamos aqui ouvindo cada núcleo para ver o que precisa ser feito. Isso ajuda nortear o orçamento do ano que vem. Nós temos que ser uma Prefeitura para o povo, sempre com o desejo de servir”, disse Greca.

Prevenção
A chefe do Núcleo da Saúde, Shunaida Sonobe explicou ao prefeito que a queda na mortalidade infantil em uma região com alta densidade de população carente ocorreu graças às ações de prevenção como a Rede Mãe Curitibana Vale a Vida (pré-natal), gestão de caso (monitoramento de crianças e gestantes), planejamento familiar e programa de inserção do DIU – Dispositivo Intrauterino. Além disso, algumas unidades de saúde abrem nos finais de semana para favorecer o acesso à população.

O prefeito ficou satisfeito em saber da melhoria dos indicadores de saúde e pediu que informações sobre educação sexual sejam levadas aos estudantes adolescentes. “Eles precisam aprender a se tornar pais responsáveis no futuro”, sugeriu o prefeito.

Ação social em alta
A evolução do trabalho da Fundação de Ação Social (FAS), na região também foi relatada na reunião. De acordo com a coordenadora do núcleo, Tatiana Moiano da Silva, só no primeiro semestre deste já foram realizados 49 cursos, com 2.659 vagas, mais do que o dobro do que foi realizado no ano passado. “Estes cursos são muito importantes porque capacitam para o trabalho e para a vida”, disse o prefeito ao anunciar que pretende dar um reforço nas verbas da FAS com o objetivo de ampliar o atendimento.

Reforma em escola
Outra notícia boa para a região é que a reforma na Escola Municipal José Cavallin, no Sítio Cercado, está prestes a ser concluída. Foram investidos cerca de meio milhão de reais nas obras de readequação do prédio.

Além disso, desde março deste ano a região teve um ganho expressivo na área da Educação com a entrada em funcionamento dos CMEIs Ivo Arzua, Mussa José Assis, Jaime Canet e Pedro Claiton Pelanda. Quando estiverem operando a plena capacidade as unidades vão atender 700 crianças.

Rua Nova Aurora
Depois da reunião, o prefeito vistoriou as obras de revitalização da Rua Nova Aurora, entre as ruas Tijucas do Sul e São José dos Pinhais . Os trabalhos atingem 2,5 km da via que faz a ligação do Contorno Sul com o Bairro Novo e o Boqueirão. As obras fazem parte do programa de revitalização de 250 ruas que está sendo realizado em Curitiba este ano.

Participaram do encontro o administrador regional Fernando Werneck Bonfim, o vice-prefeito e secretário de Municipal de Obras Públicas, Eduardo Pimentel, a secretária Municipal de Educação, Maria Sílvia Bacilla, a coordenadora do programa Prefeitura nos Bairros Rafaella Munhoz da Rocha Lacerda e a assessora do gabinete do prefeito Cynthia Juraszek Maia Batista.

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -