Marido de advogada que caiu do 4º andar é indiciado por feminicídio

Foto: Reprodução Facebook

Por Edson Fonseca, Estadão Conteúdo

O professor Luís Felipe Mainvailer, marido da advogada que morreu ao cair do quarto andar de um prédio em Guarapuava, no interior do Paraná, foi indiciado nesta terça-feira, 31, pelo crime de feminicídio. O crime ocorreu no último domingo, 22, e a Polícia Civil encerrou o inquérito após realizar a reconstituição e ouvir testemunhas.

Segundo as investigações, Mainvailer recolheu o corpo da advogada Tatiane Spitzner, de 29 anos, após a queda e levou para o apartamento. Depois, fugiu de carro em direção a Foz do Iguaçu Ao chegar em São Miguel do Iguaçu (a 20 km de Foz), bateu o carro e foi preso quando seguia a pé pela rodovia.

Mainvailer alegou que estava confuso e que a mulher teria cometido suicídio por estar deprimida. “A imagem da minha esposa pulando a sacada não saía da minha cabeça”, disse em depoimento à polícia. O delegado Bruno Miranda Maciozeki, responsável pelo caso afirmou que as evidências contra o marido são decisivas.

“Ele retirou o corpo do local e apagou as manchas de sangue no hall do edifício. As imagens do circuito interno de monitoramento do prédio, que não foram divulgadas, mostram agressões brutais contra a vítima na garagem antes da queda”, conta o delegado. A defesa de Mainvailer divulgou nota informando que “não irá comentar as declarações da autoridade policial”

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -