Prefeito Rafael Greca entrega 45 casas novas no Cachoeira para famílias de área de risco

Prefeito Rafael Greca, entrega unidades habitacionais do Moradias Maringá 1 no Cachoeira. Na foto, o prefeito na casa de Sueli Teresinha Bressiani. Foto: Pedro Ribas/SMCS

O dia 10 de setembro ficará guardado na memória de 45 famílias curitibanas. Após anos de sofrimento na ocupação irregular Vila Nori, no Pilarzinho, elas receberam casas e sobrados novos no empreendimento Moradias Maringá, construído no bairro Cachoeira. O conjunto conta com 156 unidades habitacionais, todas elas já destinadas às famílias beneficiadas.

Nesta segunda-feira, o prefeito Rafael Greca fez a entrega das chaves. “Quando assumi a Prefeitura encontrei isto aqui em ruínas, abandonado. Colocamos dinheiro do município para terminar a obra e hoje o conjunto está completo e habitado. Desejo muitas felicidades às famílias e que elas cuidem das casas com muito carinho”, destacou Greca.

A dona de casa Bruna Cardoso Pinto, 22 anos, recebeu do prefeito a chave da nova casa, onde vai morar com os três filhos. “Estou muito contente, era meu sonho. Meus filhos estão mais felizes ainda em poder morar em lugar melhor”, disse, emocionada.

Retomada

A obra do conjunto Moradias Maringá havia sido interrompida e abandonada pela gestão anterior. A retomada foi um compromisso de campanha do prefeito Rafael Greca.

Para terminar a construção das 156 unidades habitacionais foram contratados R$ 8,7 milhões, recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Caixa Econômica, com contrapartida do município. Das 156 moradias, 94 são casas térreas e 62 sobrados.

Após a conclusão da retirada das famílias, a Vila Nori será contemplada com obras de infraestrutura. “Serão feitas melhorias como abertura de ruas e a recuperação ambiental das áreas que foram degradadas pela ocupação indevida”, explica o presidente da Cohab, José Lupion Neto.

Vila Nori

A Vila Nori está localizada ao norte da cidade, no Pilarzinho, distante 6,5 km do Centro da cidade e com acesso pelas ruas Raposo Tavares e Hugo Simas. É uma ocupação irregular formada há mais de 30 anos em um terreno que pertencia à Urbs e foi transferido para a Cohab para que o processo de regularização da área e a titulação das famílias pudesse acontecer.

A área tem restrições da Legislação Ambiental para uso habitacional, devido à Área de Proteção Ambiental do Rio Barigui. Há ainda área de fundo de vale que deverá ser preservada.

Segurança

O casal Lilian Artigas, 34 anos, e Dioni Itamar, 35, vai morar com os quatro filhos em uma nova casa no Moradiras Maringá, após sofrerem em local impróprio para habitação.

“Nossa casa ficava ao lado de um barranco na Vila Nori. Quando chovia dava bastante medo de vir tudo abaixo, era difícil ter sossego”, lembrou Lilian. “Aqui na casa nova é muito mais seguro e o melhor é que teremos o documento do imóvel. Tenho certeza que seremos muito felizes aqui.”

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -