O drama vivido pela família do viciado! 4.35/5 (23)

De todos os dramas vividos pela família de um dependente químico, o pior deles é a resistência.

Quando o familiar não aceita ajuda; diz que não é viciado, mente, diz que pode parar quando quiser e que não precisa de ajuda. Nessa hora a família fica sem saber o que fazer, pois como ajudar alguém que “aparentemente não quer ajuda “.

Nesse momento surgem um monte de conselhos errados: “se ele não quer ajuda, não adianta fazer nada por ele “, “você deve puni-lo”, “colocá-lo para fora de casa”, “internar a força”, e etc.

Conselhos e atitudes que só servem para piorar a situação!

Nesse caso o que a família pode fazer?

O que a família precisa saber é que por trás dessa resistência existe a ação de um espírito. Nesse caso a família deve evitar ao máximo brigar ou pressionar o familiar viciado. Uma vez que ele ainda não reconheceu seu vício, essas atitudes só servirão para distanciá-lo ainda mais da família.

O Tratamento para Cura dos Vícios tem um método para que a família consiga combater com eficácia esse mal que cega o viciado, impedindo que ele aceite ajuda.

Foi o caso da Sueli e sua filha Luana:

“Meu nome é Sueli, sou a mãe da Luana. Eu não ficava muito tempo com ela por conta do trabalho, mas a minha mãe falava para eu conversar com a Luana, pois ela estava ficando com um comportamento estranho. Comecei a reparar nela e por conta do vício ela só ficava no quarto, isolada, estava se tornando uma menina rebelde, não conversava comigo.”

“Meu nome é Luana, eu tinha o vício de maconha, cigarro e álcool, fui viciada 1 ano e meio.

Comecei a me cortar, pois vinham pensamentos de que eu era um lixo, para eu me matar, que eu não tinha jeito. Fazem 8 domingos que estou no Tratamento para Cura dos Vícios, e hoje eu tenho nojo da pessoa que eu era, não tenho mais nenhum vício e nem vontade de me cortar mais. Estou transformada.”

 O Tratamento para Cura dos Vícios acontece todos os domingos às 15hrs, na Rua João Negrão 1510 – Rebouças.

A maior clínica para Cura dos Vícios do Estado do Paraná. Sem internações, sem medicamentos e sem custos.

Mais informações WhatsApp: (41) 99789-0871

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -