‘Chacrinha’, os bastidores que criaram a lenda

www.asemananews.com.br
Por Luiz Carlos Merten/Estadão Conteúdo  

Foi Fernanda Montenegro, quando Andrucha Waddington lhe disse que não estava conseguindo o ator para fazer Chacrinha – O Musical, quem soprou no ouvido do genro. “Meu filho, tem de ser Stepan.” Convidado, Stepan Nercessian retrucou que não sabia cantar nem dançar, mas isso nunca foi um empecilho. Fez Chacrinha tão lindamente, apagando-se no personagem, que o filho do biografado lhe confessou – “Tenho ido ao teatro todo dia, mas não para ver o musical. Para reencontrar meu pai”.

Mais um capítulo desse revival de Abelardo Barbosa, o Chacrinha, completa-se nesta quinta, 8, com a estreia do filme de Andrucha Waddington com Stepan Nercessian. A dupla que fez Chacrinha no palco não está transpondo o musical para o cinema. O filme, proposto ao diretor pelos produtores, é mais sobre o Chacrinha dos bastidores. Como ele criou seu personagem, levou-o para a televisão, peitou a censura, foi chutado da Globo e voltou triunfalmente. De cara, Andrucha disse que não queria nem iria fazer um filme chapa-branca. Mas há quem, na crítica, o acuse de haver amaciado com a emissora. “Imagina, o Chacrinha diz que ali tem mais cacique que índio. E o filme é sobre relações, incluindo a dele com o Boni (o lendário José Bonifácio de Oliveira Sobrinho), que era de amor e ódio.”

Chacrinha teve um affair com Clara Nunes? A sugestão é mais que evidente, mas Andrucha nunca os mostra na cama. E o reencontro, depois que ela já ficou famosa, é lindo. A Clara Nunes da ficção elogia a dedicação da mulher de Chacrinha na vida, e Carla Ribas, que faz o papel, é tão magnífica quanto Stepan. Como um cara feio, brega virou o maior ícone brasileiro do século 20 (segundo Andrucha)? Talvez porque Chacrinha, o homem, a lenda, fosse impossível de enquadrar. Tinha aquela família disfuncional Tudo conspirava contra. Ele virou o jogo. O filme é sobre amores. Termina onde começa o musical. Você vai amar.

Chacrinha – O velho guerreiro (Brasil / 2018, 100 min.) Dir. de Andrucha Waddington , com Stepan Nercessian, Eduardo Sterblitch, Gianne Albertoni

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -