A Correção de Rota

O presidente Bolsonaro já assumiu há dois meses e os brasileiros continuam esperando as grandes mudanças prometidas. Quase nada aconteceu. A economia continua andando de lado, o desemprego anda muito alto, acima de 12%. As privatizações não começaram. O corte das despesas não foi feito. Tudo com dantes no quartel de Abrantes. O Brasil continua como antes.

Quando é que o novo governo vai começar a governar? Essa inanição de ação já está dando nos nervos. Tanto para fazer e nada é feito, qual será o motivo?

O Brasil está deslocando por inércia. É uma nau arrastada pela maré dos fatos. Falta a iniciativa das grandes transformações. A fé ardente das grandes construções. Tudo por fazer e nada é feito.

É preciso audácia, muito audácia, só audácia para as grandes conquistas. Se lançar ao mar, viver o novo, construir o impossível. Tudo em nome dos novos tempos. Um Brasil novo a ser construído, a ser imaginado, a ser conquistado, a ser transformado.

É preciso construir um caminho, caminhando. Um sonho, sonhado. Uma vontade férrea de justiça e amor. Um movimento de audácia e criatividade. Um Brasil para todos os brasileiros.

Não dá para deixar escapar mais essa oportunidade. O Brasil é o rei das oportunidades perdidas. Dos sonhos não realizados. Das paixões inacabadas. Dos amores não vividos. Chega, é preciso de audácia para viver um grande amor, um amor profundo.

Um amor para sempre lembrado. Do sonho realizado.  Dos sonhos impossíveis transformados em realidade. O momento é este, o tempo é agora, de se lançar ao mar, de viver os sonhos não sonhados. De realizar o impossível, de ser ação, transformação.

Todo o mundo esperando os ventos, é preciso ser o vento da transformação. Ser a ação da renovação. Mudar tudo, colocar as coisas de cabeça para baixo, sem medo, sem hesitação.  Movimento de um desejo firme de querer o novo. Ser o novo. Ser transformação. Não ter medo errar. Se lançar ao mar das novas descobertas, das terras a serem conquistadas.

Tudo está a ser feito. Vamos fazê-lo. Mãos à obra. É preciso viver o impensado, o não sonhado, o irrealizável, o impossível com audácia, com paixão, com ardor, com amor. O Brasil espera dos brasileiros dedicação. O momento é de transformação.

Vamos à luta para a construção de um Brasil melhor. Nada cai do céu. Tudo tem o seu preço. Hoje o preço é destemor da inovação. É preciso construir o impensado, o irrealizável, o impossível.

- Anuncie Aqui -