Corrida de rua da PM reúne 4 mil pessoas em Curitiba

Foto: Soldado Amanda Morais

A tradicional Corrida Coronel Sarmento, da Polícia Militar, levou cerca de 4 mil atletas amadores e profissionais às ruas do Centro de Curitiba neste domingo (11/08). A prova marca as comemorações dos 165 anos da Polícia Militar do Paraná.

O secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, correu o percurso de 10 quilômetros. “É um momento importante, comemorarmos o aniversário de 165 anos da Polícia Militar. Percebemos a energia positiva que as pessoas têm e rendemos hoje uma homenagem pelo aniversário dessa importante instituição”, disse.

O circuito da corrida foi pelo Centro da Capital, com a largada e a chegada em frente ao Quartel do Comando-Geral da PM, no bairro Rebouças. Pais e filhos acordaram cedo para se unir aos policiais, bombeiros e demais profissionais de segurança pública e das Forças Armadas para a prova.

O diretor-comandante da Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), coronel Ronaldo de Abreu, participou da prova e representou o comando-geral na entrega dos prêmios.

A cadete da APMG Thays Gomes Barroca Pinto trouxe o pai, Claudio Dias Pinto, para participar da prova em comemoração ao Dia dos Pais. “Tive uma motivação especial para participar dessa corrida, pois além de representar o grupo de cadetes da APMG e comemorar os 165 anos da PM, consegui trazer meu pai pela primeira vez para participar de uma corrida”, disse

A prova teve cerca de 4 mil inscritos que, além de testarem seus limites numa corrida de rua, puderam conhecer um pouco mais sobre as atividades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros ao visitarem o quartel. Marcaram presença ainda os pelotões de oficiais e praças da Academia Policial Militar do Guatupê e de outras unidades da PM.

“Levamos quatro meses para organizar essa prova, a segunda maior corrida de rua do Paraná, atrás apenas da maratona de Curitiba. O show é bonito vale a pena o esforço”, explicou o Chefe da Cefid, major Darany Luiz Alves de Oliveira.

SATISFAÇÃO – Para Jorge da Silva, taxista de 70 anos, correr é um hobby que faz toda a diferença no seu dia a dia.  “As corridas da Polícia Militar sempre são as melhores de Curitiba, não perco uma. Depois daqui é fazer um churrasquinho para comemorar o pódio”. Ele  ficou em terceiro lugar na categoria por idade.

- Anuncie Aqui -