Homenagem a Chirac deve reunir cerca de 30 líderes mundiais em Paris

www.asemananews.com.br
Por Agência Brasil     

(EBC) Cerca de 30 chefes de Estado e de Governo deverão participar, na próxima segunda-feira (30), em Paris, da homenagem ao ex-presidente francês Jacques Chirac, que morreu na quinta-feira (26), aos 86 anos. A informação foi dada neste sábado (28) pelo Palácio do Eliseu, sede da Presidência da República Francesa.

Na lista, ainda provisória, estão os presidentes da Rússia, Vladimir Putin; da Itália, Sergio Mattarella; e da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, bem como os primeiros-ministros da Bélgica, Charles Michel; da Hungria, Viktor Orban; e do Líbano, Saad Hariri. Segundo fontes da Presidência francesa, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, também deverá comparecer à homenagem. Ao longo do fim de semana, outros nomes deverão ser confirmados no fim de semana, acrescentaram as fontes.

Natural de Paris, Jacques Chirac exerceu dois mandatos como presidente da França, entre 1995 e 2007. Foi também primeiro-ministro, ministro, deputado e prefeito de Paris, em mais de quatro décadas de vida pública.

Uma das suas maiores reformas políticas foi reduzir o mandato presidencial de sete para cinco anos. Foi pela mão de Chirac que a França aderiu à moeda única europeia, o euro. Em 2003 manifestou-se contra a invasão do Iraque, liderada pelos Estados Unidos.

Em 15 de dezembro de 2011, o ex-presidente francês foi condenado por peculato e quebra de confiança pelo Tribunal Penal de Paris no caso de empregos fictícios quando era presidente da Câmara da capital francesa.

*Com informações da Télam e da RTP

- Anuncie Aqui -