Paraná apresenta em Washington ações de prevenção à violência

Paraná apresenta em Washington ações de prevenção à violência - Foto: Divulgação/SEDS

A Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social detalhou, em Washington, Estados Unidos, as ações da área para contribuir com a segurança da população paranaense. O Seminário de Intercâmbio de Experiências de Programas de Segurança Cidadã, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil, acontece nesta quinta-feira (28).

A Secretaria da Família é parceria no programa Paraná Seguro, coordenado pela Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária. O programa, que tem um contrato de empréstimo com BID, é voltado à estruturação policial e à prevenção de crimes e violência.

A diretora-geral da Secretaria da Família, Letícia Raymundo, apresentou as ações para a prevenção da violência entre jovens de 15 a 24 anos, que vivem em condições de alta vulnerabilidade social, e para reinserção social de adolescentes que cumprem medida socioeducativa.

“As especificações do banco não são apenas na área de segurança em si, mas principalmente na prevenção da criminalidade. Por isso, é necessário trabalhar diretamente com o jovem e sua família para rompermos com o ciclo de violência”, explica Letícia.

Entre as ações desenvolvidas pela Secretaria da Família, estão a Atenção às Famílias dos Adolescentes Internados por Medida Socioeducativa (Afai) e o projeto Agente de Cidadania, realizado nos Centros da Juventude.

Junto com o Paraná, Espírito Santo e Rio Grande do Sul também apresentaram experiências positivas na prevenção da violência e na área da segurança pública.

CENTROS – Os Centros da Juventude oferecem atividades de esporte, cultura, lazer e qualificação profissional para adolescentes e jovens. São instalados em locais de alta vulnerabilidade social e frequentes registros de violência. “O jovem é encaminhado a uma trajetória de educação, qualificação profissional e fortalece a convivência familiar e comunitária, prevenindo a criminalidade”, explica Letícia.

Uma das atividades nos Centros da Juventude é o projeto Agente da Cidadania, em que adolescentes da comunidade elaboram um projeto e o aplicam em atividades de cidadania, convivência e formação. Como auxílio, eles recebem bolsa mensal de R$ 210,00.

Para a construção dos 26 Centros da Juventude do Paraná, a Secretaria da Família investiu R$ 67,6 milhões e já repassou R$ 1,3 milhão para bolsas do Agente Cidadania. Por meio do Paraná Seguro, foram mais R$ 758,6 mil para as bolsas e mais de R$ 4,11 milhões para custeio de serviços, equipamentos e veículos dos Centros.

AFAI – Outra ação apresentada para a garantia de direitos dos adolescentes é a Atenção às Famílias dos Adolescentes Internados por Medida Socioeducativa (Afai), modalidade de repasse do programa Família Paranaense. O recurso é usado para acompanhamento nas áreas de assistência social, habitação, educação, saúde, documentação e profissionalização.

Desde 2011, já foram repassados R$ 8,6 milhões para 151 municípios. As ações que recebem os recursos são o acompanhamento da família e do adolescente que já saiu da internação; o Serviço de Convivência Familiar e Comunitária; e a profissionalização, escolarização e encaminhamento a programas de transferência de renda.

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -