Pessoas em situação de rua fazem cursos profissionalizantes de porteiro e logística

Na imagem, Hilbert Mateus dos Santos. Foto: Luiz Costa /SMCS

Atendidos pelo projeto Morada Nova, 14 jovens em situação de rua estão fazendo cursos de porteiro e de logística ofertados pelo Liceu de Ofícios da Matriz, da Fundação de Ação Social – FAS Trabalho, em uma parceria com o Departamento Municipal de Políticas Sobre Drogas.

Hilbert Mateus dos Santos, de 24 anos, é um deles. “É uma qualificação a mais. É preciso sempre aprimorar”, diz ele, que tem planos de participar de um novo curso, desta vez de almoxarifado.

Traçar metas é o que também faz Ivan Victor Costa Rosa, de 24 anos, que frequenta os cursos do Liceu de Ofícios. “Estou procurando emprego. Daqui, pretendo fazer um curso de línguas, provavelmente de inglês, para então buscar um trabalho no exterior”, planeja o jovem, que integra o projeto do Morada Nova há três meses.

“O Morada Nova tem ajudado muito. Por estar localizado na região central, facilita para deslocamentos na procura por emprego e também para fazer os cursos aqui na FAS”, conta Costa Rosa, logo após participar de uma simulação de atendimento em portaria, um dos conteúdos do curso. Outro aluno, Erivaldo Junior, de 22 anos, conta que já trabalhou na área, mas que o curso pode impulsionar o currículo quando oportunidades aparecerem.

O interesse e a participação ativa dos alunos são destacados pelo instrutor do curso, Wanderlei de Oliveira. A assiduidade é grande. “Eles são participativos e têm potencial. Dá até para ir mais adiante nos conteúdos preparados”, avalia.

Oferta de pernoite

Encabeçado pelo Departamento de Políticas Sobre Drogas, o projeto Morada Nova é fruto de uma parceria com o Ministério da Justiça. O objetivo é propiciar auxílio com moradia gratuita para que cidadãos em situação de rua possam ter um endereço e, assim, mais facilidade na busca por uma vaga de trabalho.

Para ser contemplado pelo projeto, o interessado tem que ter passado por atendimento em Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) ou em Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centros POP), unidades que fazem parte da rede socioassistencial da FAS, responsável pelas políticas da assistência social e do trabalho e emprego no município.

 

Deixe sua avaliação

- Anuncie Aqui -